Caldas da Rainha

Caldas da Rainha - Edifícios das antigas termas

À suavidade da paisagem e à amenosidade do clima vem juntar-se a riqueza das termas, fazendo da cidade das Caldas da Rainha um destino de veraneio por excelência.

Foi a Rainha D. Leonor quem mandou construir o hospital termal

Pertence ao distrito de Leiria e ao patriarcado de Lisboa sendo sede de concelho e de comarca. Integra a Comunidade Intermunicipal do Oeste e pertencia à antiga província da Estremadura.

O município de Caldas da Rainha ocupa uma área de 256 Km2, tem 51.550 habitantes (2016) e divide-se em 12 freguesias.

História das Caldas da Rainha

Vinha a Rainha D. Leonor, esposa do Rei D. João II, de Óbidos para a Batalha no Verão de 1484, ao passar pelo sítio da Copa, reparou que uma pequena multidão se banhava nuns charcos de água de cheiro intenso. Foi imediatamente informada das curas milagrosas obtidas com o uso daquelas águas, e também ela as quis experimentar. Perante o seu próprio êxito fez ali levantar um padrão comemorativo.

Em 1485, a rainha deu início à construção do hospital, concluído em 1503, tendo para isso vendido as suas joias e terras. Assim, fundou também uma pequena povoação atribuindo benefícios fiscais a quem se fixasse naquele local. Em 1511, Caldas da Rainha foi elevada à categoria de vila de Portugal.

Hospital Termal das Caldas da Rainha

Mais tarde, com D. Afonso VI, o hospital foi reconstruído e ampliado. Toda a família real passava, anualmente, uma larga temporada nas Caldas da Rainha, dinamizando desta forma a povoação.

A vila foi crescendo até que, em 1821, o concelho das Caldas da Rainha foi criado.

Durante o século XIX que a vila atravessou um período de desenvolvimento e prosperidade entrando na rota das estâncias termais e sendo frequentada pelas classes mais abastadas que aqui encontravam tratamentos para os seus males recorrendo às suas águas sulfurosas.

Além disso, também no século XIX, a terra rica em argila da região permitiu que se instalassem diversas fábricas de cerâmica. As célebres criações de Rafael Bordalo Pinheiro iniciadas na Fábrica de Faianças das Caldas da Rainha, entre 1884 e 1907, são os melhores exemplos da outra faceta desta localidade.

Zé Povinho é uma personagem incontornável das Caldas da Rainha

O forte crescimento demográfico que ocorreu no século XIX continuou no século seguinte, fazendo com que a vila fosse promovida à categoria de cidade no dia 11 de Agosto de 1927.

Município de Caldas da Rainha

Município de Caldas da Rainha no mapa de Portugal

Presidente da Câmara: Tinta Ferreira (PSD)

Habitantes: 51.550 (2016)

Área: 256 Km2

Densidade populacional: 201,4 hab/Km2

Feriado Municipal: 15 de Maio

Gentílico: Caldense

Nº de Freguesias: 12

Ano da fundação do município: 1511

Código postal: 2500-XXX

Antigo prefixo telefónico: (262)

Concelho de Caldas da Rainha

Lista das Freguesias

O concelho é composto por 12 freguesias:

  • A-dos-Francos
  • Alvominha
  • Carvalhal Benfeito
  • Foz do Arelho (é a praia por excelência dos Caldenses)
  • Landal
  • Nadadouro
  • Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório (Cidade)
  • Salir de Matos
  • Santa Catarina
  • Santo Onofre e Serra do Bouro (Cidade)
  • Tornada e Salir do Porto
  • Vidais

Caldas da Rainha em números

Caldas da Rainha (Município) em números 2001 2011 2016 Variação
(2001-2016)
População residente 48.992 51.795 51.550 5,2%
População jovem (< 15 anos) (%) 16,0% 14,7% 13,4% -16,3%
População em idade ativa (15-65 anos) (%) 65,9% 65,2% 65,3% -0,9%
População idosa (>65 anos) (%) 18,1% 20,1% 21,3% 17,7%
Índice de envelhecimento (idosos por cada 100 jovens) 113,7 137,0 159,0
Indivíduos em idade activa por idoso 3,6 3,2 3,1 -13,9%
Nascimentos 498 419 388 -22,1%
Óbitos 512 560 615 20,1%
Saldo natural
(diferença entre nascimentos e óbitos)
-14 -141 -227
Sociedades Constituídas 197 154 147 -25,4%
Sociedades Dissolvidas 50 104 152 204,0%
Desempregados inscritos no centro de emprego 1.599 2.741 1.929 20,6%
Estimativa da taxa de desemprego
(Desempregados inscritos por % população em idade ativa)
5,0% 8,1% 5,7%
Beneficiários do sub. de desemprego 362 1.271 738 103,9%

Consultar documento completo compilado pela Pordata

voltar ao índice

Previsão do estado do tempo

A cidade das Caldas da Rainha tem os verões secos, com o céu quase sempre limpo, e a temperatura a oscilar entre os 20 e os 30º C. Já os invernos apresentam temperaturas médias entre os 8º e os 14º, com alguma chuva e céu encoberto.

Previsão do tempo para Caldas da Rainha

Verifique aqui o estado do tempo para os próximos cinco dias na cidade de Caldas da Rainha.

Como chegar às Caldas da Rainha

De automóvel

As estradas que servem Caldas da Rainha são:

  • Autoestrada A8 que liga Caldas da Rainha a Lisboa
  • Autoestrada A17 que liga Caldas da Rainha ao Porto pelo litoral
  • Autoestrada A15 que liga Caldas da Rainha à Autoestrada principal A1

De comboio

A Estação Ferroviária das Caldas da Rainha está integrada na Linha do Oeste que liga a linha de Sintra à Figueira da Foz (Figueira da Foz, Leiria, Marinha Grande, Caldas da Rainha, Bombarral, Torres Vedras, Mafra, Mira Sintra, Agualva-Cacém). Para mais detalhes, consultar os horários ou o site da CP.

De avião

O aeroporto mais próximo é o Aeroporto de Lisboa (LIS) que fica a 85 Km (menos de uma hora de distância). De Lisboa para as Caldas tem duas opções: a A1 (92Km, 1h 2 min) e a A8 (85Km, 53 min).

Se tiver que se deslocar do Aeroporto do Porto, a distância  é de 250Km e são mais de duas horas de viagem. Poderá utilizar a A1 ou a A17.

Contactos úteis para quem visita Caldas da Rainha

O número nacional para qualquer emergência é o 112 (para todo o país).

Centro Hospitalar das Caldas da Rainha

O nome oficial do hospital é Centro Hospitalar Oeste Norte – Caldas da Rainha e fica na Rua Diário de Notícias (abrir mapa) e o telefone é o 262 830 300.

Bombeiros

Os Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha localizam-se na Rua 31 de Janeiro, 70 (ver mapa). O contacto telefónico é o 262 840 550.

Forças Policiais

A entidade responsável pela segurança pública na cidade das Caldas da Rainha é a PSP. A Esquadra da PSP das Caldas da Rainha fica na Rua 31 de Janeiro, nº 32 (ver no mapa). O telefone é o 262 870 360.

Obter Informação turística

Existe um Posto de Turismo nas Caldas da Rainha, na Rua Provedor Frei Jorge de São Paulo, nº 5A (ver no mapa). Encontra-se aberto ao público das 10:00h às 18:00h, de segunda a sábado. Aos domingos o horário é das 10:00h às 13:00h. Poderá contactar este posto de turismo pelo telefone 262 240 005.

Onde ficar alojado nas Caldas da Rainha

Hotel Sana Silver Coast

Localizado bem no centro da cidade das Caldas da Rainha, é um hotel moderno inserido num edifício de estilo neoclássico. Os quartos são espaçosos, bem decorados e têm todo o conforto esperado de um hotel de quatro estrelas. Tem espaços de descanso muito agradáveis, bem decorados e confortáveis. Poderá verificar mais detalhes e até efetuar a sua reserva aqui.

O restaurante oferece na carta gastronomia tradicional portuguesa. Também é possível desfrutar de refeições ao ar livre ou na privacidade do quarto. O café e bar servem igualmente iguarias regionais e bebidas refrescantes.

Hotel SANA Silver Coast nas Caldas da Rainha

Hotel Dona Leonor

É um hotel bem mais modesto que o anterior, mas o preço também é cerca de metade.

Está situado no centro da cidade das Caldas da Rainha, mas tem o conforto suficiente para passar a noite quando o objetivo é conhecer o exterior. Inclui, normalmente, buffet de pequeno-almoço e tem um restaurante onde são servidos pratos regionais (Restaurante Meia Tigela). Para ver mais fotografias, comentários de utilizadores, disponibilidade de datas e os melhores preços poderá aceder por aqui ao booking.com.

Hotel D. Leonor nas Caldas da Rainha

Hotel Cristal Caldas

O Hotel Cristal Caldas também está localizado no centro da cidade (Rua António Sérgio) e possui quartos espaçosos mobilados de forma simples mas bonita. Tem piscina exterior disponível para os hóspedes. O nível de preços situa-se entre o SANA e o Dona Leonor. Verifique o preço e datas aqui.

Corredor do Hotel Cristal Caldas

Europeia Hotel

Com quartos muito agradáveis e confortáveis, este hotel também está situado no centro das Caldas da Rainha, no interior do Centro Comercial Rua das Montras. Dos hotéis apresentados aqui, este é aquele que parece ter a melhor relação preço/qualidade. Decida-se rapidamente e faça a reserva pois costuma esgotar facilmente.

Quarto no Europeia Hotel nas Caldas da Rainha

voltar ao índice

Gastronomia tradicional da região do Oeste

A gastronomia do concelho das Caldas da Rainha é influenciada pela cultura conventual. São exemplos as trouxas das Caldas, as lampreias de ovos, os bolos esses e as famosas cavacas e os beijinhos.

Tanto as cavacas como os beijinhos das Caldas proveem de tempos longínquos, a sua confeção relaciona-se com a freguesia de São Gregório, local onde nasceram as irmãs Rosalina e Gertrudes Carlota, duas doceiras da Corte que foram obrigadas a deixar o seu cargo após o assassinato do rei D. Carlos. Ambas regressaram à sua terra natal e começaram a confecionar e a vender os famosos doces, junto ao Hospital Termal, nas Caldas da Rainha.

Associamos à região pratos confecionados com peixe fresco da Lagoa de Óbidos, como por exemplo o Ensopado de Enguias da Lagoa, Caldeiradas, mariscos da Lagoa, etc.

Restaurantes nas Caldas da Rainha

Restaurante Lisbonense

Pertence ao SANA Silver Coast Hotel e fica na Avenida Dom Manuel Figueira, no centro da cidade (ver no mapa). Tem requinte, sabor e um ambiente bastante acolhedor. Pratos de “autor” com uma apresentação fantástica e sabor diferente, a desafiar todos os sentidos. Não é indicado a quem procura os pratos típicos regionais. Mas se procura uma experiência gastronómica diferente esta é a melhor escolha nesta cidade.

Restaurante Lisbonense nas Caldas da Rainha - Polvo com camarão

Restaurante Capelinha do Monte

Ambiente acolhedor, quase familiar, faz-nos sentir parte da família. Os pratos são servidos em doses generosas e os preços são bastante simpáticos. A comida é bem confecionada sem grandes preocupações de estilo e apresentação. O simples bife com batata frita tem aquele sabor de outros tempos. Fica na Praça 5 de Outubro (ver no mapa) e o telefone é 262 832 031.

Restaurante A Capelinha do Monte nas Caldas da Rainha

Adega do Albertino

Localizado na Rua Júlio de Sousa, nº 7 (ver no mapa), fica um pouco afastado do centro mas merece bem a viagem. A decoração rústica regional é coerente com a lista, cujos pratos regionais, tipicamente portugueses, são elaborados com um carinho especial. Ainda por cima, o staff é simpático e sempre atencioso. Entradas típicas regionais, excelentes pratos de carne e boas sobremesas.

Adega do Albertino nas Caldas da Rainha - Decoração da sala de jantar

Mas, se prefere algo diferente:

Kabuki Sushi

Pode-lhe apetecer algo completamente diferente da cozinha regional portuguesa. Que tal um Sushi bem preparado?

Na Rua Dr. Francisco Sá Carneiro, nº 12, no centro da cidade das Caldas (abrir mapa), existe um restaurante de Sushi que vale a pena frequentar. Os amantes de Sushi vão adorar. Também aqueles que querem experimentar pela primeira vez, têm no Kabuki uma oportunidade de apreciar o bom sushi.

Kabuki Sushi nas Caldas da Rainha

voltar ao índice

O que visitar

Parque D. Carlos

Começou por ser um mero espaço arborizado, junto ao Hospital Termal, que servia essencialmente para o recobro dos pacientes que ali se tratavam. Com a nova forma de pensar da burguesia do século XIX, o conceito de terapia foi alargado incluindo agora os passeios recreativos, ou Passeios de Copa, muito na moda por esta época.

Parque Dom Carlos I nas Caldas da Rainha

Além das árvores seculares, o parque conta atualmente com vários equipamentos recreativos e infraestruturas com especial destaque para o lago onde é possível passear de barco, o restaurante-bar com esplanada, o parque de merendas, o campo de ténis, o Museu de José Malhoa (inaugurado em 1934) e as várias esculturas espalhadas por toda a área do parque. (Ver no mapa)

Museu de José Malhoa dentro do Parque Dom Carlos I

Praça da Fruta / Praça da República

O verdadeiro nome é Praça da República, mas todos os caldenses lhe chamam Praça da Fruta pois aí realiza-se uma feira diária, das 7h às 15h, onde os produtores frutícolas e hortícolas vendem os seus produtos.

Todos os dias da semana as bancas coloridas são montadas, dando lugar ao único Mercado Diário ao Ar Livre em Portugal.

Praça da fruta nas Caldas da Rainha (Praça da República)

Encerra apenas no dia 1 de janeiro e 25 de dezembro. Ver no mapa

Ermida de São Sebastião

Pequena ermida construída no século XVI e totalmente remodelada no reinado de D. João V, no primeiro quartel do século XVIII. O que importa destacar neste edifício são os seus painéis de azulejos barrocos da primeira metade do século XVIII, em tonalidades de azul e branco, narrando episódios da vida de S. Sebastião.

Fica localizada no final da Rua José Malhoa (ver no mapa).

Ermida de São Sebastião nas Caldas da Rainha

voltar ao índice

Jardim da Água

Obra contemporânea do mestre ceramista Luís Ferreira da Silva, localizada junto ao Hospital Termal (ver mapa). É uma das maiores obras de arte urbana em cerâmica jamais feitas em Portugal. Tem por objetivo conciliar dois elementos que estão no ADN da cidade: a água e a arte cerâmica.

Jardim de Água nas Caldas da Rainha

A obra tem sido vítima de vandalismo e, como a escultura pertence ao Hospital, a câmara municipal não tem intervido. Cabe ao viajante observar e imaginar como seria se esta estivesse a funcionar no seu perfeito estado. Mesmo assim, vale a pena ter uma amostra deste imponente exemplo de arte urbana.

Loja da Fábrica Bordallo Pinheiro

A Fábrica de Faianças Artísticas Bordalo Pinheiro é a sucessora da Fábrica de Louça das Caldas fundada pelo brilhante caricaturista Rafael Bordalo Pinheiro, em 1884. Até à sua morte, em 1905, foi criador de uma estilo muito característico, tentando conjugar o objeto artístico com o humor popular típico do português. Após a falência da fábrica original, Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro comprou em hasta pública os moldes e desenhos de seu pai, hoje no acervo desta nova unidade fundada em 1922. Desde então, aqui se continuam a reproduzir as peças dessa extraordinária colecção de faianças, inspirada e aumentada, dos pratos lagosta aos serviços repolho – não esquecendo, claro, as originais andorinhas.

Loja da Fábrica Bordalo Pinheiro nas Caldas da Rainha

Poderá visitar a loja da fábrica na Rua Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha (ver mapa).

Praia da Foz do Arelho

Se visitar Caldas da Rainha nos meses de verão é obrigatório conhecer a bonita praia da Foz do Arelho.

Localizada apenas a 10 minutos da cidade, onde a lagoa encontra o mar, é considerada por muitos a melhor praia da região do Oeste. Tem um extenso areal que permite um longo passeio acompanhado pela brisa do mar. Outrora frequentada por reis como D. João IV, é agora a estância balnear

Praia de Foz do Rio Arelho no concelho das Caldas da Rainha Portugal

Tem à disposição vários restaurantes que servem peixe e marisco acabado de sair do Atlântico ou da Lagoa de Óbidos. (ver mapa)

voltar ao índice

Chafariz das cinco bicas

Data de 1748 e tem a marca do estilo de D. João V.

É o último dos três chafarizes que, em meados do século XVIII, foram edificados nas Caldas da Rainha com o objetivo de colmatar o abastecimento de água à cidade. Acresce que é, também, o mais imponente do conjunto, destacando-se pelas dimensões e tipo de cenografia apresentado pelas volutas e pelas bacias por onde a água escorre, em cascata.

Chafariz das Cinco Bicas nas Caldas da Rainha

Está localizado na Rua Diário de Notícias, saída para Alcobaça (ver no mapa).

Palácio Real / Museu do Hospital e das Caldas

Começando por ser uma residência para provedores e tesoureiros do Hospital, em 1861 foi ampliado e remodelado, começando a notar-se um traçado classicista. Mas foi em 1894 que o edifício sofreu as alterações que se impunham para acomodar a a familia real quando se deslocava às Caldas.

Foi já recentemente que o edifício sofreu uma intervenção profunda para aqui se instalar o Museu do Hospital e das Caldas;. Em 1999 o museu foi inaugurado pela Ministra da Saúde Leonor Beleza.

Palácio Real - Museu do Hospital e das Caldas

O Museu do Hospital e das Caldas abrange diversos núcleos constituídos por monumentos e edifícios relacionados com a história do Hospital Termal Rainha D. Leonor e da cidade a que deu origem, Caldas da Rainha. Reúne um valioso espólio cultural e tecnológico, constituído por: Pintura, Escultura, Talha, Ourivesaria, Paramentaria, Azulejo, Documentos gráficos, Mobiliário e Instrumentos científicos.

Fica na Rua Rodrigo Berquo, junto ao Hospital (ver no mapa) e o contacto telefónico é 262 830 300.

voltar ao índice

Eventos

Festas da Cidade

As festas da cidade realizam-se no mês de Maio, coincidindo com o feriado municipal do dia 15. É também o dia de abertura da época balnear das termas da cidade.

Assim, a noite do dia 14 é animada por um concerto de música na Avenida 1º de Maio, seguido-se um bonito fogo-de-artifício.

No dia seguinte, dia 15, realiza-se uma Missa Solene na Igreja de Nossa Senhora do Pópulo e a homenagem à Rainha D. Leonor. É nesta ocasião que se entregam medalhas e outras condecorações a cidadãos que se tenham destacado.

Festa do Cavalo Oeste Lusitano

Evento promovido pela Associação de Criadores do Cavalo Lusitano do Oeste e pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha, decorre durante o mês de Maio no Parque Dom Carlos I.

OesteFest (Foz do Arelho)

Festival de música de Verão, que decorre num fim de semana do mês de Julho, num ambiente fantástico tendo a Lagoa de Óbidos com cenário de fundo.

Expotur – Festa de Verão (As Tasquinhas)

Organizado pela Câmara Municipal conjuntamente com as juntas de freguesia do município durante o mês de Agosto, reúne as associações e emprersas locais promovendo a gastronomia, a etnografia, o artesanato e o associativismo da região. São dez dias a degustar petiscos da região e a perceber o que se faz por cá. Finalmente, terá concertos musicais diariamente e muita animação. Local: Pavilhão da Expoeste (ver mapa).

Expotur - Festival de Verão nas Caldas da Rainha

voltar ao índice

Referências

A elaboração desta página teve diversas fontes, tanto bibliográficas como de websites, oficiais e não oficiais. Algumas dessas fontes são as seguintes:

voltar ao índice

Se gostou deste guia então irá gostar, do mesmo modo, do guia da cidade de Portimão. Ou, por outro lado, se preferir conhecer uma magnífica cidade do arquipélago dos Açores, Angra do Heroísmo, por exemplo, será uma excelente opção.

Aplicação CityGuide

Aplicação para o seu smartphone com percursos temáticos, criação das suas rotas personalizadas, muitos locais de interesse já definidos para si, vocalização de percursos com áudio para invisuais e vídeos de linguagem gestual para surdos, e muito mais. Inclui a agenda da cidade, com os eventos de cerca de 60 entidades públicas e privadas do concelho. Para que não lhe escape nada, com o seu GPS ativado, poderá saber os pontos de interesse perto de si.