Estremoz

Estremoz é uma cidade portuguesa e sede de um concelho do distrito Évora, região do Alentejo, sobejamente conhecida pelas jazidas de mármore branco. O município de Estremoz estende-se por 514 Km2, recortado em nove freguesias que dividem os 13.231 habitantes apurados em 2016.

Estremoz - Igreja matriz e castelo ao fundo

Está situada a 30 Km da fronteira leste com Espanha, numa região tradicionalmente agrícola dominada pela cultura do trigo, centeio, vinha e oliveira. Nos campos em redor predominam os montados de sobreiros, azinheiras e extensos olivais.

A cortiça e a indústria das ameixas e azeitonas de conserva ocupam, do mesmo modo, um lugar importante na economia da região. As atividades tradicionais desta região são, atualmente, a olaria, cestaria e o fabrico de mobiliário.

Localiza-se muito perto, a nordeste, de outra bonita cidade cujo guia já publicamos há algumas semanas: Montemor-o-Novo.

História de Estremoz

A origem desta povoação começa com os romanos. Para comprovar fisicamente esta afirmação existem ainda o Tanque dos Mouros bem como a vila romana de Santa Vitória do Ameixial. Da era visigódica existe ainda, no concelho, uma necrópole. Esta situa-se na Herdade da Silveirona (freguesia de Santo Estevão).

Em 1211 a povoação foi doada aos freires de Avis, que ergueram a ermida de São Bento, no lugar onde foi, mais tarde, construída a Igreja de São Francisco.

Em 1258 recebe foral de D. Afonso III, sendo depois, em 1512, renovado por D, Manuel I.

Reis e rainhas encontraram em Estremoz a paz para o eterno descanso

A Rainha Santa Isabel, consorte do Rei D. Dinis, gostava de passar longas temporadas em Estremoz. Foi dessa forma que, em 1336, aqui morreu, nos seus aposentos no Castelo Medieval.

A morte da Rainha Santa Isabel

Estava a rainha Santa Isabel no sossego da sua morada quando lhe disseram que seu filho, D. Afonso IV, rei de Portugal, e seu neto D. Afonso XI, rei de Castela, estavam a pontos de se enfrentar numa luta de morte.

Viúva e frágil por força dos anos e inquietações que carregava, não hesitou em meter-se ao caminho, durante dias e dias, sob o calor tórrido de verão, até à vila de Estremoz, onde esperava por fim à contenda. Se era grande o apelo do sangue que os unia, não era menor a vontade de pacificar duas nações irmãs.

Mas porque o sacrifício da viagem foi enorme, deu entrada no Castelo de Estremoz já com a vida por um fio. Nos seus aposentos, apenas teve tempo para juntar a família desavinda e envolvê-la no afago das suas orações. Depois, aos olhos comovidos de todos, exalou o último suspiro.

O gesto nobre e corajoso da velha rainha tocou fundo nos sentimentos de tio e sobrinho. A paz não tardou em restabelecer-se.

O Rei D. Pedro I, avô da dinastia de Avis, também morreu em Estremoz, no Convento dos Franciscanos.

Crise de 1383-85

Na Revolução de 1383-85 o povo de Estremoz, não querendo ver a então vila nas mãos dos partidários dos castelhanos, tomou-a e entregou-a a Martim Peres, homem de confiança de D. João I.

Nas guerras pela independência, ainda no século XIV, Estremoz foi sempre um centro de primeira importância. Serviu várias vezes de local de aquartelamento das tropas fiéis a Nuno Álvares Pereira, que daqui atacavam os invasores castelhanos. Desta terra partiu o Santo Condestável para a famosa Batalha dos Atoleiros.

Guerra da restauração

Neste período, entre 1640 a 1668, a praça de Estremoz foi ampliada e dotada de um sistema defensivo abaluartado, que abraça o centro histórico num perímetro com mais de cinco quilómetros, que ainda hoje pode ser observado. Os militares aqui estacionados combateram em diversas batalhas como a das Linhas de Elvas, a Batalha do Ameixial ou a de Montes Claros.

Guerras Liberais

Posteriormente, durante as Guerras Liberais, em Estremoz ocorreu o chamado «Massacre dos Armazéns», no qual foram assassinados às mãos da população e parte do Exército, mais de 30 presos liberais. A célebre Convenção de Evoramonte foi assinada nesta localidade do concelho de Estremoz, a 26 de maio de 1834, e pôs termo a esta guerra fratricida.

Revolução dos Cravos

No dia 25 de Abril de 1974, o regimento de Cavalaria 3, sediado em Estremoz, participou no golpe de Estado que viria a terminar com a ditadura do Estado Novo e com o governo de Marcelo Caetano.

Estremoz em números

Concelho de Estremoz em números

2001 2011 2016 Variação
(2001-2016)
População residente 15.631 14.256 13.231 15,4%
População jovem (menores de 15 anos) (%) 13,6% 11,4% 10,7% -21,3%
População em idade ativa (15-65 anos) (%) 60,5% 60,0% 60,0% -0,8%
População idosa (+65 anos) (%) 25,9% 28,6% 29,3% 13,1%
Índice de envelhecimento (idosos por cada 100 jovens) 191,2 250,0 272,5
Indivíduos em idade activa por idoso 2,3 2,1 2,1 -8,7%
Nascimentos 120 124 94 -21,7%
Óbitos 227 196 193 -15,0%
Saldo natural
(diferença entre nascimentos e óbitos)
-107 -72 -99
Sociedades Constituídas 40 22 19 -52,5%
Sociedades Dissolvidas 11 19 15 36,4%
Desempregados inscritos no centro de emprego 429 573 628 46,4%
Estimativa da taxa de desemprego
(Desempregados inscritos por % população em idade ativa)
4,5% 6,7% 7,9%
Beneficiários do sub. de desemprego 103 245 242 135,0%

Consultar documento completo compilado pela Pordata

voltar ao índice

O que visitar – Património Edificado

Estremoz é uma cidade com diversos edifícios históricos que merecem ser conhecidos e visitados. Fazem parte da história da região mas também da história de Portugal. Dessa forma, vamos descrever de seguida aqueles que consideramos indispensáveis para ficar a conhecer esta magnífica cidade do interior alentejano.

Castelo de Estremoz

Castelo de Estremoz

D. Afonso II, no ano de 1258, após atribuir foral à povoação de Estremoz, mandou reforçar a defesa e construir a cerca da vila. A torre de menagem foi erguida posteriormente, em 1260.

O conjunto da Praça-forte de Estremoz apresenta planta pentagonal orgânica adaptada à conformação do terreno. O castelo medieval ergue-se no topo de uma colina, contendo na sua estrutura elementos de diversos estilos arquitetónicos, nomeadamente gótico, moderno e neoclássico. É circundado por muralha baixa, com amieas, percorrida por um adarve largo e reforçada com quatro cubelos semi-cilíndricos.

Torre de Menagem

No sul, sobressai a Torre de Menagem, também conhecida como Torre dos Três Reis ou Torre das Três Coroas. Dessa forma, com 27 metros de altura, coroada por merlões prismáticos, é rasgada por três balcões ameados, com matacães, assentes em mísulas. Finalmente, no interior da torre, dividida em três pavimentos, destaca-se a sala do segundo piso, de planta octogonal e coberta por abóbada polinervada.

Aberto 24 horas por dia

Telefone: +351 268 332 075

Ficha do monumento: Castelo de Estremoz em Parimoniocultural.gov.pt

Estátua da Rainha Santa Isabel em Estremoz

Estátua da Rainha Santa Isabel

Uma homenagem de Estremoz à Rainha Santa que aqui viveu os últimos momentos de sua vida.

Convento dos Congregados - Edifício da Câmara Municipal de Estremoz / Biblioteca e Museu de Arte Sacra

Convento dos Congregados

É também o edifício onde funciona a Câmara Municipal de Estremoz, a Biblioteca Municipal e o Museu de Arte Sacra.

Inicialmente foi Palácio de D. Constantino de Bragança, construído no século XVI mas, em 1640, foi confiscado pela coroa e doado para instalação do Convento de Nossa Senhora da Conceição dos Congregados do Oratório de São Filipe Nery.

Finamente, a Câmara Municipal, quando tomou posse do edifício, cedeu a igreja à Paróquia de Santo André e instalou serviços camarários nos restantes espaços do complexo.

O edifício é visitável de segunda a sexta, das 9:00 às 17:30h.

FIcha do monumento: Convento dos Congregados no SIPA

Igreja de São Francisco em Estremoz - Túmulo de Esteves Gatuz

Igreja de São Francisco

Existia inicialmente, neste local, uma ermida a São Bento. No reinado de D. Afonso III, entre 1248 até 1279, foi então construída uma igreja para a Ordem dos Frades Menores.

De entre diversas figuras históricas aqui sepultadas como Vasco Álvares Pereira (irmão de D. Nuno Álvares Pereira), destaca-se o túmulo de Vasco Esteves Gatuz. Este túmulo está classificado como monumento nacional e é feito com mármore branca de estremoz.

FIcha do monumento: Igreja de São Francisco no SIPA

Igreja de Santa Maria do Castelo - Igreja Matriz de Estremoz - Fachada principal

Igreja de Santa Maria do Castelo

Inicialmente existia uma igreja neste local, de estilo românico, possivelmente ligada por arcos à Torre de Menagem do Castelo. Mais tarde, por volta de 1560, por ordem do Cardeal D. Henrique, inicia-se a construção de uma igreja para a Ordem de Avis. A conclusão das obras ocorreu apenas no século XVII.

Descrição do monumento

De fachada sóbria, com a parede caiada de branco e três portas, sendo mais alta a central, apresenta colunas de ordem jónica, arquitrave e frontão triangular. Assim, dentro do recinto destacam as colunas de mármore, pelo seu tamanho e diâmetro. Existem no seu interior diversas capelas: a Capela Batismal, de estilo renascentista, o altar das Almas, de 1788, o altar de Santa Catarina de Alexandria, o altar do Santíssimo, a Capela-mor, com retábulo de 1620, os altares de São João Baptista, renascentista, o altar de São Bento, que veio da igreja anterior, o antigo altar do Corpo de Deus, agora altar dedicado a Nossa Senhora de Fátima, o altar de Nossa Senhora das Brotas e o altar dedicado às Onze Mil Virgens, com uma pintura de uma caravela portuguesa.

FIcha do monumento: Igreja de Santa Maria no SIPA

Para Visitar: Terça-feira a Domingo, das 09:00 às 12:30 e das 14:00 às 17:30, sendo necessário solicitar a chave.

Torres das Couraças em Estremoz

Torres da Couraça

Sistema defensivo de origem muçulmana (século XII) que tinha como objetivo proteger o acesso à água potável. Este caminho muralhado foi posteriormente adaptado pelos cristãos e incorporado na cerca urbana da cidade.

A couraça era parte integrante da muralha medieval, possivelmente coeva da Torre de Menagem. Mais tarde, em finais do século XVII, toda a estrutura muralhada que ligava as torres à cerca foi destruída.

É possível visitar esta estrutura do exterior.

Outros locais a visitar

Museu Municipal de Estremoz

Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho - Fachada principal
O nome oficial do Museu Municipal de Estremoz é Museu Municipal Professor Joaquim Vermelho, homenagem a um dos principais dinamizadores da biblioteca e museu municipais de Estremoz.

Tem em exposição permanente, dividida pelos dois pisos do edifício, coleções de arte popular de artesãos como Mestre Rolo, José Vinagre, António Amaral e Joaquim Velhinho. Noutras salas apresenta-se uma reconstituição de Casa Alentejana de finais do séc. XIX, primeira metade do séc.XX. No piso inferior encontram-se as coleções de figurado de Estremoz entre o séc.XVIII e a atualidade e uma coleção de olaria local das últimas duas décadas do séc.XIX e princípios do séc.XX.

Horário: Terça-Feira a Domingo / 9h-12:30h e 14h-17:30h (última entrada às 12:15h e 17:15h); Encerra aos Feriados e Segunda-Feira.

Ingressos: Entrada livre à Terça-Feira e nas exposições temporárias

Localização: Largo Dom Dinis (ver mapa)

 

Centro Ciência Viva de Estremoz

Centro Ciência Viva de Estremoz
É um museu de ciência onde é possível interagir com a maior parte dos elementos expostos. Tocar, experimentar, descobrir, são uma necessidade ao longo de toda a visita.

O Centro Ciência Viva de Estremoz é dedicado ao local onde todos nós vivemos… o Planeta Terra. Este centro está em colaboração permanente com a Universidade de Évora.

Horário: Terça a Domingo – das 10:00 às 18:00h
Segunda e Feriados – Encerrado

Telefone: +351 268 334 285

Localização: Convento das Maltezas (ver mapa)

 

Outros locais a visitar

O património natural de Estremoz

Percurso na Seera de Ossa em EstremozA beleza da paisagem convida aos passeios pedestres e a cavalo; a Serra d’Ossa desafia os mais ousados a percorrê-la em provas de Trail Running e de BTT, e as estradas municipais, que acompanham a planura do território, são excelentes para o cicloturismo.

Quando pensamos em Estremoz, a primeira imagem remete-nos para o amarelo das searas, mas é na Serra d’Ossa que a paisagem é rainha, emoldurada pelo verde da vegetação e preservando ainda alguns mantos de mata e matagais mediterrânicos, constituindo um património natural favorável à biodiversidade, em muitos casos específica desta região.

Poderá descarregar um guia com percursos pedestres na Serra d’Ossa elaborado pela Câmara Municipal de Estremoz: Percursos pedestres.

Gastronomia regional e onde degustá-la

A ruralidade do município permite a disponibilidade de diversos produtos locais que, naturalmente, vão integrar os pratos típicos da região. Os montados de sobreiros, cuja bolota serve de alimento ao porco preto, e as oliveiras, cuja azeitona permite o tão saudável e saboroso azeite, são predominantes nesta paisagem.

Exemplos da gastronomia de Estremoz

Alguns exemplos desta rica culinária são o ensopado de borrego, o cozido de borrego com grão, o borrego assado no forno, migas com carne de porco, carne de porco à alentejana, pezinhos de porco de coentrada e também «burras» assadas no forno.

Com base na experiência de muitos «viajantes», apresentamos alguns restaurantes que, concerteza, farão com que a sua experiência na cidade de Estremoz seja ainda mais saborosa.

Restaurante Venda Azul em Estremoz - Sala de jantar

Restaurante Venda Azul

Restaurante com comida típica alenteja, serve doses generosas e pratica preços simpáticos. Por esse motivo, é uma escolha segura para almoçar enquanto descansa da visita ao centro histórico. Se for jantar recomendo que telefone antes para reservar mesa pois, de facto, o espaço é pequeno.

Localização: Rua Victor Cordon, 39

Telefone: +351 961 941 394

Restaurante da Herdade das Servas em Estremoz - Interior

Restaurante Herdade das Servas

A cerca de 12 Km do centro, tem uma opção gastronómica que vale bem a distância. Aqui respira-se alentejo. É uma herdade com produção de vinho de enorme qualidade (Herdade das Servas – Vinhas Velhas). Os pratos, confecionados pela Chef da casa, combinam a criação artística com o sabor tradicional alentejano.

Localização: Herdade das Servas

Telefone: +351 268 098 080

Restaurante Alecrim em Estremoz - Interior

Restaurante Alecrim

Localizado no centro da cidade, convém estar preparado para comer bem e para pagar bem. Arroz de lagosta ou atum braseado são boas escolhas. No entanto, esta escolhas pesam bastante na fatura final. O ambiente é acolhedor e o staff corresponde com simpatia.

Localização: Rossio Marquês de Pombal, 31-32

Telefone: +351 268 324 189

Horário: Das 9:00 às 23:00h (encerra às quartas-feiras)

Onde ficar alojado

Estremoz é das poucas cidades do país que proporciona uma experiência fantástica de alojamento. Pode passar a noite no deslumbrante castelo, palco de um pedaço da história de Portugal.

Pousada do Castelo de Estremoz - Salão de refeições

Pousada Castelo de Estremoz

Também conhecido como Pousada Rainha Santa Isabel, é um soberbo alojamento sediado num castelo do século XIII, adaptado à nossa era de forma a proporcionar todo o conforto que o visitante merece.

Os quartos revelam um sentido decorativo clássico, mantendo as caraterísticas do século XVIII. O restaurante serve cozinha gourmet, que combina a cozinha tradicional portuguesa com elementos contemporâneos. Poderá desfrutar de um copo de vinho regional alentejano no amplo salão do castelo.

Largo D. Dinis

Pateo dos Solares Charm Hotel - Quarto com lareira

Pateo dos Solares Charm Hotel

Hotel romântico, bem no centro de Estremoz. Relaxe no tranquilo jardim ou igualmente na piscina exterior. Mais tarde visite os diversos pontos de interesse que ficam a 5 minutos de distância (a pé) como o Castelo de Estremoz, a Estátua da Rainha Santa Isabel, a antiga prisão etc.

Rua Brito Capelo, 7100-562 Estremoz, Portugal

****

Hotel Imperdor em Estremoz, Portugal

Hotel Imperador

Localizado fora do rebuliço urbano, proporcionando assim uma tranquilidade adicional. Atenção! Poderá ser importunado pelo chilrear dos pássaros a cantarem pela manhã, ou pela leve brisa a tocar, sorrateira, nas árvores e nas vinhas. E mesmo assim é muito perto do centro da cidade.

N4, Estremoz, Portugal (a menos de 2Km do centro)

***

Município de Estremoz

Até 2013, o território do município de Estremoz estava dividido em treze freguesias: Santo André (freguesia urbana do centro histórico); Santa Maria (área urbana e componente rural); e onze freguesias rurais – Arcos, Evoramonte (Santa Maria), Glória, Santa Vitória do Ameixial, São Bento do Ameixial, São Bento do Cortiço, São Domingos de Ana Loura, Santo Estêvão, São Lourenço de Mamporcão, São Bento de Ana Loura e Veiros.

As freguesias do concelho

Após a aprovação da lei da reorganização administrativa autárquica em janeiro de 20133 (Lei 11A-2013), o concelho de Estremoz passou a ser constituído por nove freguesias. Assim, mantiveram-se inalteradas as freguesias de Arcos, Evoramonte (Santa Maria), Glória, São Domingos de Ana Loura e Veiros, tendo sido agregadas em “Uniões de Freguesias” as restantes oito freguesias, da seguinte forma: União das Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André), União das Freguesias do Ameixial (Santa Vitória e São Bento), União das Freguesias de S. Lourenço de Mamporcão e S. Bento de Ana Loura, União das Freguesias de S. Bento do Cortiço e Santo Estêvão.

Gestão da Câmara Municipal

O executivo da Câmara Municipal de Estremoz é constituído por sete elementos: Presidente, Vice-Presidente e cinco vereadores. Atualmente, de 2017 a 2021, o presidente do executivo municipal é Luís Filipe Pereira Mourinha, eleito por um movimento independente denominado MiETZ – Movimento Independente por Estremoz.

Localização do município de Estremoz no mapa de Portugal

Na imagem em cima (ou ao lado esquerdo) podemos ter a noção exata da localização do concelho de Estremoz no mapa de Portugal. Em suma, fica em pleno Alentejo (Alentejo Central), antiga província do Alto Alentejo.

Dados gerais do município

Gentílico: Estremocense

Área: 514 Km2

População (2016): 13.231

Nº Freguesias: 9

Ano de fundação: 1258 (foral de D. Afonso II)

Feriado Municipal: Quinta-feira de Ascensão (será 30 de maio em 2019)

Código Postal: 7100-xxx | Antigo prefixo telefónico: 268

Clima e previsão metereológica

O verão é relativamente curto, com o céu quase sempre limpo, o tempo seco e quente. O inverno é fresco e húmido, chove com alguma frequência e o céu está quase sempre parcialmente encoberto. As temperaturas médias diárias variam entre os 16º e 32ºC no verão, e, no inverno, entre os 3º e os 12ºC.

Previsão metereológica para os próximos dias

Consulte aqui o estado do tempo para os próximos dias em Estremoz.

Contactos úteis para o visitante

Existem aqueles contactos que convém termos sempre à mão quando visitamos algum sítio que nos é, à partida, desconhecido. Deixamos aqui a localização e contacto telefónico de alguns serviços que poderá necessitar duarnte a sua visita a Estremoz. Nunca é demais recordar que o número nacional de emergência para todo o território português é o 112.

  • Estação de Correios:  Os correios de Estremoz estão localizados na Rua 5 de Outubro, nº 30 (ver no mapa) e o telefone é 268 339 190.
  • Farmácia: Farmácia Grijó, Largo da República, nº 21 (ver no mapa), telefone 268 333 973.
  • Centro de Saúde de Estremoz: Situado na Rua Professor Egas Moniz (ver mapa) com o telefone 268 337 700.
  • Posto de Turismo: Localizado no Rossio Marquês de Pombal (ver mapa), telefone 268 339 227, aberto das 9:00 às 17:30h.
  • Bombeiros: Avenida Dr. Marques Crespo, telefone 268 337 360.
  • GNR (Guarda Nacional Republicana): Avenida 9 de Abril, 57, telefone 268 322 804.
  • PSP (Polícia de Segurança Pública): Rua 31 de Janeiro, telefone 268 338 470.

Bibliografia e outras referências

Se gostou deste guia, também vai gostar das nossas recomendações para visitar Elvas ou outra magnífica cidade alentejana que é Portalegre.