Figueira da Foz

Cidade da Figueira da Foz

A Figueira da Foz é a Rainha das Praias de Portugal. São 12 as praias de areia dourada, onde as ondas criam momentos de sublime contemplação.

Mas a Figueira é muito mais do que as praias. Explore este guia para conhecer melhor esta magnífica cidade do centro de Portugal.

“(…) o banho torna-se um rendez-vous geral de toda a povoação balnear e traz consigo umas certas exigências de aparato e de toilette” – Ramalho Ortigão

Atravessado pelo Rio Mondego, o município da Figueira da Foz, localizado na região centro de Portugal, faz fronteira a norte com o concelho de Cantanhede, a sul com o de Pombal, a leste com o de Montemor-o-Velho e Soure e a oeste com o Oceano Atlântico.

História da Figueira da Foz

Origem da povoação

Existem vestígios de presença humana no local onde estão situados o concelho e a cidade da Figueira da Foz desde o Mesolítico (cerca de 9.000 anos AC). Os achados arqueológicos permitem confirmar o contínuo povoamento da região com são exemplos os denários romanos e outros objetos encontrados.

Existem poucos testemunhos do período de ocupação muçulmana. Sabe-se, porém, que, quando em 1064 Coimbra é reconquistada aos Mouros, estes adotam uma estratégia de terra queimada. Antes de recuarem para sul, optam por pilhar e destruir casas, campos agrícolas, tudo o que pudesse ter valor para os cristãos que agora assumiam o controlo das terras conquistadas.

Reconquista Cristã

Em 1080, estabeleceu-se no lugar de São Julião o abade Pedro, enviado pelo Conde Sesnando com o objetivo de restaurar as terras devastadas durante a reconquista cristã. Construíram-se então casas, a igreja, uma torre, plantaram-se árvores e vinha e cultivou-se a terra.

A Figueira da Foz viria a ser uma humilde povoação fundada pelos servos do cabido de Coimbra, incluída no Couto de Tavarede (hoje é uma freguesia), na altura o povoado de maior dimensão da região.

Em 1143, D. Afonso Henriques doa ao mosteiro de Santa Cruz de Coimbra várias terras da região que, em conjunto com outras terras adquiridas, vão permitir ter um controlo sobre toda aquela zona.

Buarcos (atualmente freguesia de Buarcos e São Julião), recebe foral de D. Afonso IV em 1342, renovado mais tarde por D. Manuel I. Foi desta povoação que, em 1456, partiram caravelas a caminho de Ceuta.

Fortaleza de Buarcos na Figueira da Foz

Em 1522, piratas atacam e saqueiam a costa da Figueira e de Buarcos. Para melhor gestão e segurança da região, D. João III nomeia para feitor da Alfândega de Buarcos e juiz das sisas de Tavarede o cavaleiro da sua Casa Real – António Fernandes de Quadros, que recebe também o senhorio de Tavarede. Esta família nobre passa a dominar a região entrando em conflito com a outra entidade com direitos adquiridos sobre aquelas terras e povos, o cabido de Coimbra. Esta disputa duraria mais de dois séculos e culminaria com a transferência da Câmara de Tavarede para a Figueira da Foz em 1770. O cabido, que tudo fizera para derrotar o poderio dos Quadros, continuou a dominar o agora despovoado couto de Tavarede.

Elevação à categoria de vila

Foi elevada à categoria de Vila com a designação de Figueira da Foz do Mondego, no dia 12 de março de 1771, por decreto de D. José.

O final do século XVIII assiste a uma crescente edificação e ampliação da área urbana. O comércio era controlado, principalmente, pelas casas estrangeiras de Coimbra, intensificando o tráfego fluvial e marítimo e permitindo a instalação de agentes consulares de diversas nações.

A população da Figueira passara, no século XVII, de 373 para 763 habitantes. Com este incremento do comércio e movimento do porto, a população quase atinge os 4000 habitantes no ano de 1800, distribuídos por mais de 1000 habitações.

Finalmente, Cidade da Figueira da Foz

O desenvolvimento do município continuou e, com o assoreamento do porto de Aveiro, o porto da Figueira tornou-se o terceiro maior do país. No dia 20 de setembro de 1882, Figueira da Foz passa a ter a categoria de cidade.

Origem do nome da cidade

Segundo a tradição popular, o nome da cidade tem origem nos barqueiros serranos que, quando desciam à foz do Mondego para trazer lenha e carqueja e para levar peixe e sal, diriam: «vamos à figueira da foz do Mondego», referindo-se a uma frondosa árvore cujo local apontado não é coincidente nas diversas versões contadas.

Concelho da Figueira da Foz

Município da Figueira da Foz no mapa de Portugal

Presidente da Câmara: João Ataíde (PS)

Habitantes: 60.186 (2016)

Área: 379 Km2

Densidade populacional: 159 hab/Km2

Feriado Municipal: 15 de Maio

Gentílico: Figueirense

Nº de Freguesias: 14

Ano da fundação do município: 1771

Código postal: 3080-XXX

Antigo prefixo telefónico: (233)

Município da Figueira da Foz

Lista das Freguesias

O concelho é composto por 14 freguesias:

  • Alhadas
  • Alqueidão
  • Bom Sucesso
  • Buarcos e São Julião (cidade)
  • Ferreira-a-Nova
  • Lavos
  • Maiorca
  • Marinha das Ondas
  • Moinhos da Gândara
  • Paião
  • Quiaios
  • São Pedro (cidade)
  • Tavarede (cidade)
  • Vila Verde (cidade)

Os números da Figueira da Foz

Figueira da Foz em números 2001 2011 2016 Variação
(2001-2016)
População residente 62.604 62.091 60.186 -3,9%
População jovem (menores de 15 anos) (%) 13,7% 13,3% 12,3% -10,2%
População em idade ativa (15-65 anos) (%) 66,6% 64,6% 63,4% -4,8%
População idosa (maiores de 65 anos) (%) 19,6% 22,2% 24,3% 24,0%
Índice de envelhecimento (idosos por cada 100 jovens) 142,7 167,1 198,3
Indivíduos em idade activa por idoso 3,4 2,9 2,6 -23,5%
Nascimentos 548 459 409 -25,4%
Óbitos 741 722 776 4,7%
Saldo natural
(diferença entre nascimentos e óbitos)
-193 -263 -367
Sociedades Constituídas 176 129 132 -25,0%
Sociedades Dissolvidas 35 112 154 340,0%
Desempregados inscritos no centro de emprego 1.893 3.273 3.243 71,3%
Estimativa da taxa de desemprego
(Desempregados inscritos por % população em idade ativa)
4,5% 8,2% 8,5% 88,9%
Beneficiários do sub. de desemprego (em % pop. 15 ou mais anos) 539 (1,0%) 1.438 (2,7%) 979 (1,9%) 81,6%

Consultar análise completa da Pordata

voltar ao índice

Previsão do estado do tempo

A cidade da Figueira da Foz tem os verões secos, com o céu quase sempre limpo, e a temperatura a oscilar entre os 20 e os 30º C. Já os invernos apresentam temperaturas médias entre os 8º e os 14º, com alguma chuva e céu encoberto.

Previsão metereológica para a Figueira da Foz

Verifique aqui a previsão do estado do tempo para os próximos cinco dias na cidade da Figueira da Foz.

Como chegar à Figueira da Foz

De automóvel

As auto-estradas que ligam à Figueira da Foz são: A1, A17 e A14. A viagem de carro tem a duração de pouco mais de uma hora a partir do Porto, cerca de hora e meia a partir de Lisboa e cerca de 30 minutos desde Coimbra. .

De autocarro

Autocarros Nacionais – Chegadas ao terminal rodoviário – Avenida Saraiva de Carvalho – Largo da Estação rodoviario-tejo

De Comboio

A Figueira da Foz é servida pela linha dos Comboios Urbanos de Coimbra. A partir de Coimbra B são efetuadas ligações a Lisboa e Porto (Alfa e Intercidades).

De Barco – Marina de Recreio

Com uma área de molhes de cerca de 50.000 m2, a doca de recreio dispõe de passadiços flutuantes divididos em duas áreas num total de 350 postos de acostagem, servidos por fingers para embarcações até aos 25 m, e cais acostável com 120 m de comprimento.

De Avião

Os voos internacionais e domésticos chegam aos aeroporto de Sá Carneiro (Porto) e aeroporto da Portela (Lisboa). A partir daí é necessário utilizar o automóvel ou o comboio para chegar à Figueira da Foz.

Circular dentro da cidade

Existe uma Praça de Táxis na Praça 8 de Maio (ver mapa com a localização) e outra no Hospital, mas poderá utilizar o número da Central de Táxis para fazer um pedido (233 420 880).

Contactos úteis para o visitante

O número nacional para qualquer emergência é o 112 (para todo o país).

Câmara Municipal da Figueira da Foz

Avenida Saraiva de Carvalho (ver no mapa), telefone: +351 233 403 300, visitar website

Hospital Distrital da Figueira da Foz

Avenida 12 de Julho (ver no mapa), telefone +351 233 402 000, telefone das urgências: +351 233 402 097

PSP – Esquadra da Figueira da Foz

Rua Mortágua (ver no mapa), Telefone +351 233 407 560

Bombeiros Municipais

Estrada de Mira, nº 55 (ver no mapa), telefone +351 233 402 800

Bombeiros Voluntários

Rua Heróis de Ultramar (ver no mapa), telefone +351 233 402 260

Correios (CTT)

Passeio Infante D. Henrique, 41/42 (ver no mapa), telefone +351 233 402 600

Estação Ferroviária / Terminal Rodoviário

Avenida Saraiva de Carvalho (ver no mapa), telefone 808 208 208

Farmácia Central

Situada na Rua da República, nº 106 (ver mapa), telefone 233 402 470, aberta das 8:30 às 19:30h (encerra aos domingos)

Onde ficar alojado na Figueira da Foz

Eurostars Oasis Plaza

Edifício do hotel Eurostars Oasis Plaza

É um hotel de 4 estrelas, situado mesmo em frente à praia, com excelente nível de serviço e preços razoavelmente adequados a esse nível. o edifício do hotel é de arquitetura moderna, faz lembrar um gigantesco e moderno navio de cruzeiro.

É a primeira escolha para a Figueira se pretende praia ou disfrutar do centro da cidade com todo o conforto que um hotel pode proporcionar.

A vista dos quartos frontais é absolutamente fantástica. As praias e Oceano Atlântico vão acordá-lo gentilmente pela manhã e isso é algo que não irá esquecer.

Verifique a disponibilidade e preços para a data que pretende através da Booking.com. Pode, no link anterior, também consultar a opinião de outros hóspedes que ficaram no Oasis Plaza e adoraram.

 

 

 

 

Hotel Aliança

É um hotel muito mais discreto mas, no entanto, bastante simpático. Simpático no preço e no atendimento. Fica apenas a 900 metros da praia e em pleno centro da cidade da Figueira da Foz, na Rua Miguel Bombarda. Quando decidir a data da sua visita, reserve rapidamente pois este pequeno hotel esgota com facilidade.

Hotel Aliança na Figueira da Foz

 

Hotel Mercure Figueira da Foz

O Hotel Mercure Figueira Da Foz, localizado à beira mar, na Praia da Claridade, apresenta quartos com uma decoração náutica e vista para a cidade ou para o mar. É um hotel 5 estrelas com preços muito razoáveis.

O Hotel Mercure Figueira Da Foz está a 2 minutos a pé do casino e a 5 minutos a pé do CAE (centro de artes e espectáculos).

Hotel Mercure Figueira da Foz

Pode fazer a sua reserva para o Hotel Mercure aos melhores preços ou simplesmente verificar a disponibilidade para as suas datas acedendo à central de reservas da booking.com aqui.

 

voltar ao índice

Gastronomia da Figueira da Foz

A Figueira da Foz continua a ser um dos mais procurados destinos balneares do país com o Oceano Atlântico e os extensos areais a permanecerem como os grandes trunfos da região. Toda esta extensão de mar reflete-se ao nível da gastronomia cuja oferta se centra à base de peixe e marisco. Existem ainda varinas que vendem os frutos do mar na praia de Buarcos. A Caldeirada de Enguias (à moda de Lavos ou à moda da Gala) é um dos exemplos dos muitos petiscos exclusivos da região.

Saiba aqui onde poderá provar as especialidades deste município.

Casa Havanesa

Restaurante situado na Rua Cândido dos Reis, 89, no centro da cidade da Figueira da Foz (ver mapa) que inclui um menu de desgustação agradável e variado. Prevalecem os pratos de peixe e mariscos. Pode reservar pelo número +351 964 555 461.

Restaurante Casa Havanesa na Figueira da Foz

Restaurante O Peleiro

Localizado no Largo do Alvideiro, freguesia de Paião (ver mapa), tem uma deliciosa Sopa de Pedra entre outros pratos regionais. Marque 233 940 120 para efetuar reserva e conhecer detalhes.

Restaurante O Peleiro

Taverna Ti João

Localizado na Rua Poeta Acácio Antunes, nº 7, na cidade da Figueira da Foz (ver mapa), é um restaurante com uma carta à base de carnes, mas também serve umas lulas grelhadas bastante saborosas. O Bife do Pai ou o Bife da Avó são ambos bem confecionados.

Telefone: 233 094 542. Encerrado ao Domingo.

Taverna Ti João na Figueira da Foz

Restaurante Mar à Vista

Se pretende ficar com um gosto mais tradicional na boca, prove a sardinha assada com pimento do Mar à Vista. Fica situado na Rua 5 de Outubro, nº 92, na cidade da Figueira da Foz (ver no mapa), e o telefone é +351 233 107 271.

Restaurante Mar Á Vista na Figueira da Foz

voltar ao índice

Visitar: Arquitetura religiosa

Existem dois períodos de construção na Figueira e em Buarcos: o primeiro no século XVI, e o segundo durante o século XVIII.
No primeiro período é possível observar uma estrutura arquitetónica onde coabitam o gosto manuelino e a renascença coimbrã. O segundo carateriza-se pelos imperativos económicos e pelas consequências do terramoto de 1755.

Igreja / Convento de Santo António

Antigo convento dos religiosos reformados da Ordem de São Francisco, instituído pelo frei António de Buarcos em 1527 apoiado por D. João III e D. António Fernandes de Quadros.

Em 1834 este edifício fica sob responsabilidade da Câmara Municipal que instala aí os Paços do Concelho. Em 1839 o edifício é cedido à Misericórdia da Figueira.

A sua riqueza e localização tornaram-no alvo de pilhagens e ataques por diversas vezes. A igreja que existe atualmente foi reconstruída em 1740. Do edifício original manteve-se a primitiva capela de Santo António, anterior à construção do convento. A nova construção setecentista conservará, ainda, a capela-mor e o respetivo arco cruzeiro, uma capela lateral e uma porta lateral direita que abre para o pátio conventual.

Igreja de Santo António na Figueira da Foz

Está situada na Rua Visconde da Marinha Grande, 1A, no centro da cidade da Figueira da Foz (ver no mapa).

 

Capela de Santa Catarina

É um oratório localizado no interior do Forte de Santa Catarina. De planta quadrangular, apresenta no interior uma cúpula de quartelas, formadas por oito nervuras e duas cintas. No exterior pode ler-se a seguinte inscrição sobre a porta: «Esta capela mandou fazer Sta. Cruz de… 1639.»

Para além das funções litúrgicas, também foi utilizada como tribunal da Inquisição em 1645, cuja ação sobre a população de Buarcos foi terrível. Em 1733 foi utilizada como registo notarial.

Capela de Santa Catarina fica dentro do forte com o mesmo nome

Está localizada no interior do forte de Santa Catarina (ver no mapa).

 

Igreja Matriz de São Julião

É o mais antigo templo da cidade, apesar da sua recente reconstrução. As primeiras referências escritas à igreja remontam a 1096, mas, pela leitura desse documento, percebe-se que existia no local um templo de invocação ao primeiro dos Apóstolos.

A 10 de agosto de 1297, os moradores de Redondo e da Póvoa da Torre foram notificados, pelo reitor da freguesia de São Julião, da sua obrigação de assistir à missa, receber os sacramentos e pagar os dízimos.

Em 1701 dá-se início à construção da nova Igreja Matriz, com o povo a queixar-se da sua extrema pobreza e pedindo que as dízimas e os oitavos dos frutos colhidos na Figueira pelo cabido fossem canalizados para a igreja.

O interior do templo, de uma só nave, comporta três retábulos de madeira, caraterísticos de um século XVIII coimbrão. Os colaterais mostram uma tela cada, de «Ign. S.ª C. Valente» – frei Inácio da Silva Coelho Valente, conhecido miniaturista dos séculos XVIII e XIX.

Igreja de São Julião na Figueira da Foz

Localização: Rua Galamba Marques, 4 – Figueira da Foz (ver no mapa)

 

Capela da Nossa Senhora da Conceição

Situada na freguesia de Buarcos, junto da muralha defensiva da povoação foi edificada inicialmente em honra de Nossa Senhora das Ribas, por ter sido construída sobre uma ribanceira, junto à costa marítima. Depois da restauração da independência (1640), tomou novo orago – Imaculada Conceição – em louvor da Rainha de Portugal.

Foi edificada pela vontade popular no século XVI, tendo sofrido diversas alterações nos séculos XVIII e XIX. As três portas exteriores mantêm o traço quinhentista, com obreiras molduradas, friso e cornija. A porta lateral esquerda indica o ano de 1536, provavelmente a data do início da construção. O interior, ao contrário do exterior, deslumbra os olhos do visitante. Pode se observar um belíssimo púlpito quinhentista, de planta circular, ornamentado com querubins.

O retábulo principal, de colunas torcidas e com pâmpanos, reflete um bom trabalho de talha dourada setecentista. No da Epístola, uma imagem da Senhora do Rosário, em pedra, do século XVI, lembra a proximidade de Coimbra.

Capela de Nossa Senhora da Conceição em Buarcos (Figueira da Foz) - Fachada principal

(ver no mapa)

 

Capela de Nossa Senhora da Encarnação

Situada numa colina que se eleva sobre Buarcos, perto das ruínas do antigo Castelo de Redondos, nela se celebra uma das mais concorridas e ancestrais festividades – as festas de Nossa Senhora da Encarnação. Esta romaria ocorre anualmente no dia 8 de setembro.

De origem mais antiga e reconstrução setecentista, sofreu obras em 1928. É o templo dos pescadores, com a sua caraterística capela dos Milagres. A fachada, simples, com portal e alpendre lateral apoiado em colunas e por dois arcos que permitem o acesso ao recinto circundante. No interior, o pavimento, em pedra preto e branca, carateriza-se por um interessante arranjo geométrico.

Capela de Nossa Senhora da Encarnação em Redondos (Figueira da Foz) - Fachada principal

Localizada na Rua Senhora da Encarnação, Buarcos (ver mapa).

 

Igreja da Misericórdia

A sua fundação remonta ao reinado de D. Manuel I, e servia as duas povoações de Buarcos e Redondos, situando-se no atual Largo da Misericórdia. A data de 1576, gravada na porta dos Penitentes, parece indicar o ano provável do término da sua construção.

Denominada então Casa da Misericórdia, recolhia e ajudava os peregrinos pobres que por ali passavam.
Apesar de alterada, a igreja mantém a estrutura original, onde se inserem, do período de construção inicial, a porta lateral, o púlpito, a tribuna dos mesários, o revestimento azulejar, a sacristia e a cabeceira.

A porta lateral Norte tem um desenho elegante e apresenta verga direita suportada por pilastras dóricas, encimadas por um pequeno templete.

O interior do templo, de uma só nave, é bastante sóbrio. Toda a organização interna do espaço segue os cânones das Misericórdias do Baixo-Mondego. A tribuna dos mesários é de três vãos, formados por colunas jónicas, que suportam o entablamento. Por baixo abre-se a porta dos Penitentes, em cujo lintel se pode ler a inscrição: «TAL FUI COMO TI TAL SERAS COMO MI» – separada pelo símbolo da morte.

Igreja da Misericórdia de Buarcos (Figueira da Foz) - Fachada principal

Localização: Rua Batoréu, 9, Buarcos (ver no mapa)

 

Igreja Paroquial de Buarcos – São Pedro

Foi uma de muitas igrejas destruídas pelo terramoto de 1755.

Em 1788, o povo de Buarcos dirige um apelo a D. Maria I para a concessão de um subsídio que financiasse as obras da igreja. Esse pedido foi atendido.

A atual frontaria enquadra-se em modelo setecentista final. No interior desenvolve-se ampla nave, com capela-mor reentrante e capela lateral direita. O retábulo principal pode-se filiar na escola regional coimbrã, onde predominam os marmoreados e uma certa atração pelo movimento.

Igreja Paroquial de Buarcos São Pedro na Figueira da Foz

Localização: Rua de São Pedro, 6 (ver no mapa)
Telefone: 233 421 724

 

voltar ao índice

Visitar: Arquitetura civil

Os Pelourinhos

Símbolo da administração autónoma da justiça nos municípios, bispados e zonas de jurisdição dos cabidos e mosteiros, os pelourinhos foram edificados até finais do século XVIII, e com o advento do liberalismo grande número foi destruído. No entanto, o concelho da Figueira da Foz ainda mantém intactos alguns desses pelourinhos.

Pelourinho da Figueira da Foz

Foi construído em 1782, tendo sido colocado originalmente a norte da Praça do Comércio. Em 1932 foi reposicionado para a localização atual (Praça General Freire de Andrade). Carateriza-se por ter um pedestal pançado, sobre o qual se ergue uma elegante coluna torsa, coroada por um capitel de ordem compósita, onde se encontram lavradas as armas da nação.

Pelourinho da Figueira da Foz

Foi classificado como monumento nacional em 1910 e pode verificar a sua localização no mapa aqui.

Pelourinhos de Buarcos e Redondos

Buarcos e Redondos possuem, igualmente, pelourinhos, ambos de 1561, de estilo manuelino.

O de Buarcos ergue-se numa pequena praça junto às muralhas, levantando-se sobre três degraus. De arquitetura simples, elegante, é possível divisar na pinha, que coroa a coluna dórica, as armas de Buarcos – um barco sobre as ondas, sob um arco-íris e uma estrela -, as quinas e um escudo. O de Redondos, situado na parte alta da Vila, entre as Ruas da Barreira e do Castelo, está menos deteriorado, e tem numa das faces da pinha uma cruz, e na outra a esfera armilar sobre a Cruz de Cristo.

Pelourinho de Buarcos

Localização do Pelourinho de Buarcos: Rua Goltz de Carvalho, Figueira da Foz (ver no mapa)

voltar ao índice

Alfândega

O edifício da Alfândega está localizado privilegiadamente em frente ao cais de desembarque, perto das casas dos comerciantes e armadores, na Praça da Ribeira.

A fachada é simples, destacando-se a porta e duas janelas com verga de friso e cornija. O exíguo espaço disponível não honrava, de forma nenhuma, o movimento mercantil da futura vila, para o qual este edifício foi construído.

Fachada principal do edifício da Alfândega da Figueira da Foz

Localização: Cais da Alfândega, Figueira da Foz (ver no mapa)

Casa do Paço

A Casa do Paço merece destaque pela sua invulgar coleção de enkele tegel (azulejos de figura avulsa). Construído depois de 1690 pelo bispo-conde de Coimbra, D. João de Mello, ainda estava inacabado aquando da sua morte, em junho de 1704, nunca tendo sido verdadeiramente concluído.

O Paço situa-se em frente ao cais do porto da Figueira. É um edifício de caraterísticas solarengas, inserido na apertada malha urbana. Tem uma planta em «U», seguindo uma nova tipologia de inspiração francesa. A fachada principal, provida de amplas aberturas, debruça-se sobre o rio, no esplendor de um barroco elegante e sóbrio.

Em 1868, é adquirido por um particular e restaurado. É nesta altura que o revestimento em azulejo holandês é colocado, despertando a atenção de estudiosos. As teorias e interpretações dos azulejos são diversas e despertam a curiosidade dos visitantes.

Visitar a Casa do Paço, Figueira da Foz

Localização: Largo Prof. António Victor Guerra, nº 3 (ver no mapa), Telefone: +351 233 430 103 / +351 966 913 607

Aberto ao público: Terça a sábado, das 10:00 às 17:00h; Encerrado segundas, domingos e feriados.

Folheto informativo elaborado pela Câmara Municipal da Figueira da Foz: http://www.cm-figfoz.pt/images/visitar/onde/2017_folh_CasaP_PT.pdf

voltar ao índice

Palácio Sotto Mayor

Localizado na Rua Joaquim Sotto Mayor, nº 75, desfruta de um dos melhores panoramas que a cidade da Figueira da Foz pode oferecer. Mandado edificar pelo banqueiro Joaquim Sotto Mayor no início do século XX, é um excelente exemplo do conceito de «Hôtel» parisiense do final do século XIX. Envolvido por uma vasta área murada, onde coabitam, no meio de parques e jardins, a cocheira e a torre-mirante, verdadeira «Torre de Belém» sem o meio aquático que lhe é próprio e cujo acesso é feito por uma bonita porta neobarroca.

Os pisos visitáveis resumem-se ao nobre (andar verde) e ao familiar (andar rosa), caraterizados por uma decoração exuberante e caraterística de uma época, onde pontuam as paredes forradas a tecido de belíssima e discreta estampagem, o mobiliário de extrema qualidade. Os tetos, pintados a fresco de António Ramalho, caraterizam-se pelo colorido suave das rosas azuis e pelas temáticas adequadas às salas que ilustram (da música, de baile, de fumo, de jogo, das visitas, de jantar).

Palácio Sotto Maior na Figueira da Foz

As visitas estão sujeitas a marcação prévia. Informe-se pelo número +351 233 422 121. (ver no mapa)

 

Edifício da Câmara Municipal da Figueira da Foz

Obra do arquiteto Cesare Ianze, foi inaugurada no dia 1 de janeiro de 1898. O salão nobre ostenta uma tela de Pedro Alexandrino A Aparição da Virgem do Carmelo a Simão Stock, composição «apressada, que reflete a qualidade esmorecida do barroco italiano influenciado por modelos rococó francês», acompanhada por um Retrato de Manuel Fernandes Tomás, de Gilberto Renda.

Edifício da Câmara Municipal da Figueira da Foz

Localização: Avenida Saraiva de Carvalho (ver mapa), Telefone: +351 233 403 300

 

Forte de Santa Catarina de Ribamar

Está situado na margem norte do rio Mondego. A atual estrutura – conceção triangular, ditada pela configuração do terreno – remonta ao século XVI, aos reinados de D. Sebastião e do Cardeal D. Henrique. Com três ângulos, virados a norte, nascente e sul, apresenta o baluarte de nascente, as baterias do sul e do norte e o baluarte virado para a praia.

Forte de Santa Catarina na Figueira da Foz

Localização: Avenida de Espanha, Figueira da Foz (ver no mapa)

Brochura da CM Figueira: http://www.cm-figfoz.pt/images/visitar/onde/2017_folh_Forte_PT.pdf

 

voltar ao índice

Hotel ibis Figueira Da Foz

Localizado no centro da Figueira da Foz, este hotel encontra-se apenas a 100 metros da Praia da Claridade e a alguns passos de vários restaurantes, bares e de um casino. Poderá fazer a reserva a preços especiais por aqui.

Hotel Ibis Figueira da Foz

 

Museus

Museu Municipal Santos Rocha

Foi inaugurado em 1973 e partilha o edifício com a Biblioteca Municipal Pedro Fernandes Tomás.

Centrado inicialmente no labor arqueológico do seu fundador, António dos Santos Rocha, as suas coleções foram crescendo, cobrindo atualmente um largo espectro da história, que vai do Neolítico ao Romano Tardio da região da Figueira, e do Paleolítico ao Romano de outras zonas do país.

Interior do museu municipal Santos Rocha, na cidade da Figueira da Foz

Localização: Rua Calouste Gulbenkian, 70, Telefone: +351 233 402 840 (ver mapa)

Para facilitar a sua visita ao museu, a Câmara Municipal da Figueira da Foz preparou uma brochura onde poderá saber tudo sobre este museu de forma tirar o maior partido da sua visita. Descarregue a brochura aqui. Existe também um roteiro especial para crianças.

 

Moinho das 12 pedras

Uma das funções do museu é a salvaguarda de património cultural. Foi isso que aconteceu com a recuperação e musealização do moinho das 12 pedras.

Moinho das 12 pedras em Lavos (concelho da Figueira da Foz)

Este moinho de maré está situado perto de Lavo, junto ao rio do Pranto, foi construído no século XVIII, possivelmente em 1778 e integrado na grande unidade agrícola Quinta do Canal. (ver mapa)

 

Núcleo Museológico do Mar

Pequena unidade museológica, situada na vila de Buarcos, visa recuperar e divulgar algumas das principais memórias históricas das práticas piscatórias mais utilizadas pelas comunidades da orla costeira do concelho da Figueira da Foz.

Núcleo Museológico do Mar na Figueira da Foz

Descarregar brochura com Roteiro da Visita em http://www.cm-figfoz.pt/images/servicos/por_temas/cultura/equipamentos/nucleos/2016_nmmar-pt-eng.pdf

 

Núcleo Museológico do Sal

Situado na Salina Municipal do Corredor da Cobra, em Armazéns de Lavos, tem como objetivos promover, difundir e manter a atividade salineira. O visitante é confrontado com cinco grandes temas: (…)

Núcleo Museológico do Sal na Figueira da Foz

O núcleo está localizado nos Armazéns de Lavos (ver mapa). Descarregue a brochura aqui.

 

Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz

Centro de exposições por excelência do concelho, está aberto ao público com exposições diversas de segunda a sexta-feira, das 9:00 às 23:00h, sábados, das 10:00 às 24 e nos domingos e feriados, das 10:00 às 19:00h. (Clique para ver a exposição atual) ou telefone para +351 233 407 200

Edifício do Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz

O CAE está situado na Rua Abade Pedro, nº 2, no centro da cidade da Figueira da Foz (ver mapa)

Inclui sala de espetáculos e cinema.

 

voltar ao índice

As praias da Figueira da Foz

As praias da cidade são das melhores da costa ocidental portuguesa. Um extenso areal une a cidade da Figueira da Foz ao Oceano Atlântico. A Avenida Brasil e a Avenida 25 de Abril percorrem toda a extensão da marginal da Figueira da Foz. As praias citadinas são:

  • Praia de Buarcos (ver no mapa)
  • Praia do Alto Viso
  • Praia da Claridade
  • Praia do Molhe Norte

Praias da Figueira da Foz

Todo esse extenso areal é apoiado por cafés, bares, restaurantes, campos de jogos e outros apoios balneares.

Praia da Tamargueira

Está localizada um pouco mais a norte, junto à Fortaleza de Buarcos. Tem um areal mais estreito e menos estruturas de apoio, mas tem a mesma qualidade. É servida pela Avenida Infante D. Pedro (ver no mapa).

Praia do Cabedelinho e Praia do Forte de Santa Catarina

Ficam na foz do rio Mondego, protegidas pelos molhes. São praias normalmente menos frequentadas, para quem previligia o sossego.

voltar ao índice

Vamos às compras

Mercado Municipal Engenheiro Silva

Localizado no Passeio Infante Dom Henrique 42, na cidade da Figueira da Foz, é um mercado tradicional que disponibiliza produtos frescos, nomeadamente fruta e peixe acabado de sair do Oceano Atlântico.

Interior do Mercado Municipal engenheiro Silva na Figueira da Foz

Está aberto, durante o Inverno, de segunda a sábado, das 7:00 às 16:00h, e no Verão, todos os dias, das 7:00 às 19:00h. Ver localização no mapa.

 

Centro Comercial Foz Plaza

Localizado na Rua dos Condados, Telefone: +351 233 407 830 e está aberto todos os dias, das 10:00 às 23:00h (abrir mapa).

Foz Center Figueira Shoping

Situado na Rua da República, Telefone: +351 233 424 900 (ver mapa)

Centro Comercial Complexo Mondego

Localizado na Rua Dr. Francisco António Diniz, 47, está aberto todos os dias, das 9:00 às 23:00h (ver mapa).

voltar ao índice

Divertir-se na Figueira da Foz

Casino da Figueira da Foz

Para se divertir com slot machines, banca francesa, Blackjack, roleta e poker. É sempre recomendável entrar no casino com o dinheiro que pretende despender nessa noite para se divertir. Deixe os cartões de crédito e multibanco em casa ou no hotel. Tenha consciência que a lei das probabilidades favorece sempre o casino, mas esta poderá ser a sua noite. Defina sempre um limite do que pode gastar e seja rigoroso. O jogo é divertido mas pode tornar-se perigoso. Ver a localização do Casino da Figueira no mapa.

O Casino oferece também espetáculos musicais na sua magnífica sala. Consulte a programação aqui.

voltar ao índice

Jardim Municipal da Figueira da Foz

Em 1891 a praia da Fonte foi transformada num espaço verde, num jardim onde os figueirenses podem passear, levar as crianças ao parque infantil. É também um recinto onde se organizam concertos musicais ao ar livre.

Jardim Municipal da Figueira da Foz

Localização: Passeio do Infante Dom Henrique (ver no mapa)

 

Parque das Abadias

É um espaço verde interessante pelos seus objetos decorativos. Tem um excelente parque infantil e uma zona verde onde poderá andar de bicicleta ou correr.

Esculturas curiosas no Parque das Abadias na Figueira da Foz

Localização: Avenida Dr. Manuel Gaspar de Lemos, 12 (ver no mapa)

voltar ao índice

Referências e bibliografia

Foram diversas as fontes utilizadas para a elaboração deste extenso guia:

  • História das Freguesias e Concelhos de Portugal – Volume 7 – QuidNovi
  • Figueira da Foz, José Pedro de Aboim Borges, 1991 – Editorial Presença
  • Guia Turístico de Portugal de A a Z, Manuel Alves de Oliveira, 1990, Publicações D. Quixote
  • Câmara Municipal da Figueira da Foz (website)
  • Portugal : o sabor da terra : um retrato histórico e geográfico por regiões, José Mattoso, 2010, Temas e Debates
  • Instituto Nacional de Estatística e Pordata
  • Booking.com, Google My Business, Google Maps e tripAdvisor

 

voltar ao índice

 

Se gostou deste guia da Figueira da Foz também deverá gostar de outros guias de cidades da zona centro que temos disponíveis para si como o Guia das Caldas da Rainha ou o guia da cidade de Tomar.

voltar ao índice