Fundão

Fundão é uma cidade da região centro de Portugal, no distrito de Castelo Branco. É muitas vezes apresentada então como capital da Cova da Beira.

Fundão - vista aérea da cidade

O município do Fundão estende-se por uma área de 700 Km2, estando dividido em 23 freguesias. Tinha, em 2016, 27535 habitantes. É limitado a norte pelos municípios da Covilhã, Belmonte e Sabugal, a leste por Penamacor e Idanha-a-Nova, a sul por Castelo Branco, a sudoeste por Oleiros, bem como a oeste por Pampilhosa da Serra.

História do Fundão

Sabemos que, inicialmente, a partir do ano 1000 AC, existiu aqui perto, no Monte de São Brás, um Castro Lusitano. Mais tarde, após várias tentativas, os Romanos finalmente conseguiram derrotar o povo lusitano e dominar toda a região.

Mas a povoação do Fundão só começa a destacar-se mais tarde, no final do século XV. Foi nessa altura, em 1492, que Fernando e Isabel, monarcas de Castela, decidiram expulsar os judeus de Espanha. Muitos deles resolveram fixar-se aqui, pois nesta região, particularmente na Covilhã e Belmonte, já se tinham estabelecido minorias judaicais relevantes.

 

Os cristãos-novo

Estes judeus, como condição para permanecerem em Portugal, teriam que se converter ao cristianismo. A estes novos crentes convencionou-se chamar cristãos-novos.

Estes imigrantes fundaram vários bairros na povoação do Fundão, dando-lhe a dimensão e dinamismo de uma verdadeira cidade.  O influxo de mercadores e artesãos judeus transformaria a localidade num centro importante para o comércio e a indústria. A Rua da Cale é o exemplo mais visível desta influência.

 

A inquisição

Ilustração da Inquisição em PortugalCom o estabelecimento da Inquisição, em 1536, começaram as perseguições aos judeus e cristãos-novos. Foram numerosas as expropriações, as torturas e as execuções.

Em 1580 ocorre um episódio único de resistência à inquisição. O inquisidor e meirinho deslocam-se ao Fundão para cumprirem a sua missão mas, os cristãos velhos, que não concordam com a perseguição aos judeus, juntam-se aos cristãos-novos na igreja e dá-se o motim. Nesse ano elevaram unilateralmente o Fundão ao estatuto de Vila.

Mas, apesar desta pequena rebelião, o Fundão perdeu assim nessa altura grande parte do seu dinamismo económico. Durante cerca de dois séculos, mais de 400 naturais ou moradores foram acusados pelo Tribunal do Santo Ofício, um número raro nas cidades portuguesas.

Posteriormente, no final Século XVIII, Marquês de Pombal, equiparou, finalmente, os cristão-novos aos cristão-velhos, atribuindo direitos legais idênticos. ASssim, para restaurar o dinamismo económico perdido, fundou a Real Fábrica de Lanifícios, edifício onde hoje se situa a Câmara Municipal. Por esse motivo, voltaram a ser exportados em quantidade significativa os tecidos de lã do Fundão.

 

Cidade do Fundão

Finalmente, a 19 de Abril de 1988, o Fundão foi elevado à categoria de Cidade.

Evolução do município

Município do Fundão em números 2001 2011 2016 Variação
(2001-2016)
População residente 31.399 29.108 27.535 -12,3%
População jovem (menos de 15 anos) (%) 14,0% 12,2% 11,2% -20,0%
População em idade ativa (15 – 65 anos) (%) 61,5% 60,8% 61,1% -0,7%
População idosa (mais de 65 anos) (%) 24,5% 27,0% 27,7% 13,1%
Índice de envelhecimento (idosos por cada 100 jovens) 174,6 220,9 246,5
Indivíduos em idade activa por idoso 2,5 2,3 2,2 -12,0%
Nascimentos 259 208 151 -41,7%
Óbitos 398 415 420 5,5%
Saldo natural
(diferença entre nascimentos e óbitos)
-139 -207 -269
Sociedades Constituídas 96 42 39 -59,4%
Sociedades Dissolvidas 16 53 65 306,3%
Desempregados inscritos no centro de emprego 609 1.538 1.508 147,6%
Estimativa da taxa de desemprego
(Desempregados inscritos por % população em idade ativa)
3,2% 8,7% 9,0%
Beneficiários do sub. de desemprego (em % pop. 15 ou mais anos) 146 (0,5%) 608 (2,4%) 450 (1,8%) 208,2%

Poderá assim consultar o documento completo compilado pela Pordata.

voltar ao índice

Economia

Minas da Panasqueira no município do FundãoInicialmente a economia do Fundão estava muito ligada ao setor primário. A fruta, a oliveira e particularmente a vinha eram as explorações agrícolas de eleição que tiravam mais partido dos solos férteis da região. Esses produtos agrícolas dinamizaram imediatamente a indústria das compotas, do azeite e do vinho.

As serrações, bem como os laticínios são atividades económicas frequentes na região.

Finalmente, a exploração minéria de volfrâmio, nas minas da Panasqueira, marca a economia da região há mais de 120 anos.

Investir no Fundão

O município está dotado de excelentes infraestruturas para a instalação de industrias.

  • Parque industrial do Fundão
  • Parque industrial da Gardunha Sul (para o setor Afro-Alimentar)
  • Parque industrial de Silvares (setor Agro-Florestal)
  • Regadio da Cova da Beira

De acordo com o INE, o setor agroindustrial no concelho representa para a economia local uma faturação anual de quase 100 milhões de euros. Só a produção de cereja, por exemplo, é responsável por uma faturação acima dos 20 milhões de euros.

Município do Fundão

Limites do Concelho do Fundão no mapa de PortugalO concelho do Fundão está localizado na região centro de Portugal, perto da fronteira a leste com Espanha sendo, dessa forma, um município do interior do país. Situa-se, de acordo com a nomenclatura das regiões tradicionais, na província da Beira Baixa.

Atualmente, o presidente da Câmara Municipal do Fundão é Paulo Alexandre Bernardo Fernandes, eleito pelo PSD nas eleições autárquicas de outubro de 2017 com 55% dos votos (elegendo 5 vereadores em 7 possíveis).

O feriado municipal é o dia 15 de setembro, ou seja, o ponto alto da cultura religiosa e popular do concelho, onde os fundanenses e romeiros da Cova da Beira se juntam em festa de homenagem a Santa Luzia.

A carta de foral que cria o município do Fundão data de 23 de dezembro de 1746, atrubuída pelo rei D. João V. No entanto, apenas foi confirmada no ano seguinte. Assim, em 10 de maio de 1747, terminava o conflito com a Covilhã, passando o Fundão a ser um município independente do concelho ao qual pertencia.

 

Era inicialmente um concelho composto por 30 freguesias mas, segundo a última reforma administrativa, algumas foram fundidas e, atualmente, são apenas 23:

Freguesias do Fundão

  • Alcaide
  • Alcaria
  • Alcongosta
  • Alpedrinha
  • Barroca
  • Bogas de Cima
  • Capinha
  • Castelejo
  • Castelo Novo
  • Enxames
  • Fatela
  • Grande Fundão (Fundão, Valverde, Donas, Aldeia de Joanes e Aldeia Nova do Cabo)
  • Janeiro de Cima e Bogas de Baixo
  • Lavacolhos
  • Orca
  • Pêro Viseu
  • Póvoa de Atalaia e Atalaia do Campo
  • Silvares
  • Soalheira
  • Souto da Casa
  • Telhado
  • Três Povos
  • Vale de Prazeres e Mata da Rainha

 

 

voltar ao índice

Como chegar

Como chegar ao Fundão a partir de LisboaDe automóvel

Se vier do norte de Portugal deve seguir pela A25 e sair, mais tarde, na cidade da Guarda. Entre na A23 em direção à cidade do Fundão.

Se vem do sul, siga igualmente pela A23 até ao Fundão, Saída Sul.

De autocarro

Deve seguir até á estação da Rede-Expressos e procurar, dessa forma, um dos autocarros que fazem a ligação ao Fundão. Consulte os horários dos expressos em: www.rede-expressos.pt

De comboio

Do mesmo modo que o autocarro, deve procurar na estação da CP mais próxima uma ligação ao Fundão. Ou então, poderá consultar os horários dos comboios em:

www.cp.pt

Edifícios em destaque

O Fundão tem diversos edifícios que marcaram a sua evolução na história. Por esse motivo, iremos destacar aqui alguns dos mais relevantes.

Paços do Concelho do Fundão - Fachada principal do edifício

Paços do Concelho

Foi em 1755 que o Marquês de Pombal mandou fazer obras no antigo edifício, do século XVI, de forma a criar uma estrutura que iria acolher a Real Fabrica de Lanifícios do Fundão. No século XX, sofre uma profunda remodelação, da qual resultaria mais um piso, onde passariam a funcionar várias repartições camarárias e públicas, bem como o tribunal judicial.

Função: Câmara Municipal do Fundão

Localização: Praça do Município, nº 7

Palácio Tudela Castilho no Fundão

Palácio Tudela Castilho

Situada na Praça Velha, perto do largo da Igreja Matriz do Fundão, temos uma das mais emblemáticas casas solarengas desta cidade. Provavelmente foi erigida em 1670, e tem anexa a capela particular de Nossa Senhora do Pilar. Esta austera edificação em granito aparelhado foi antes, e durante várias gerações, um centro de reunião e de convívio da elite cultural do Fundão.

Localização: Largo da Praça Velha

Igreja da Misericórdia do Fundão

Igreja da Misericórdia do Fundão

Desde 1580, que existem referências à irmandade da Misericórdia que se terá instalado inicialmente na zona de Santo António. A nova igreja foi construída em 1631, e posteriormente reconstruída em 1758, cujas obras só foram concluídas em 1892.

Destacam-se, por exemplo, a imagem em barro pintado de São João Baptista Menino e o relicário em prata com a relíquia do Santo Lenho. Salienta-se, igualmente, a talha do altar-mor.

Localização: Rua da Misericórdia

Igreja Matriz do Fundão

Igreja Matriz

Edificada em 1707, a Igreja Matriz do Fundão possui vários altares de talha dourada, salientando-se o notável altar-mor revestido de talha setecentista com motivos vegetais. A capela-mor é decorada com azulejos azuis e brancos e o teto é forrado a painéis. A igreja possui elementos de elevada riqueza como, por exemplo, uma valiosa custódia de prata dourada.

Intervenções arqueológicas levadas a cabo em 2007, confirmam os primórdios medievais do templo cujas referências, nesse sentido, nos transportam para 1314.

Localização: Rua da Misericórdia, 15

Cine-Teatro Gardunha no Fundão

Cine-Teatro Gardunha

O Cine-Teatro Gardunha foi inaugurado 1958, durante a fase áurea da expansão do espetáculo teatral e cinematográfico pelo «interior» do país. Foi, nesse momento, uma das principais salas de espetáculos da região. Atualmente o edifício encontra-se desativado. No entanto, a Câmara Municipal definiu um programa de recuperação e reabilitação do edifício e são esperadas novidades brevemente.

Encerrado (desativado)

Localização: Avenida da Liberdade, 115

Solar Taborda Falcão - atualmente Museu Arqueológico do Fundão

Solar Taborda Falcão

O edifício primitivo, foi construído no século XVI, com escadaria frontal, cem como um balcão. Inicialmente servia, pelo menos, duas famílias distintas. Mais tarde, no século XVIII, o edifício ganha compleição apalaçada integrando um único complexo (1754-1829).

Sobre o brasão: Lourenço José Tavares de Negreiros Feijó (1754-1829), recebeu carta de brasão no ano de 1788. Foi sargento-mor e mais tarde capitão-mor do Fundão e, mais tarde, vereador do Município.

Este edifício, atualmente, alberga o museu Arqueológico Municipal José Monteiro. Ou seja, pode visitar o edifício para observar a sua beleza e, do mesmo modo, pode ver coleções de peças da região desde o Paleolítico até à época romana. Do espólio destaca-se particularmente a colecção de epigrafia Latina.

Telefone: +351 275 774 581

Localização: Rua do Serrão, nº 15, 6230-378 Fundão

Aldeia histórica de Castelo Novo

Aldeia histórica de Castelo Novo, no Fundão - Praça principal com PelourinhoBem dentro da Serra da Gardunha, sitiada pelo verde e cinza da natureza, fica Castelo Novo, uma aldeia onde o tempo parece não ter corrido.

De acordo com os vestígios arqueológicos encontrados, este local é ocupado por humanos desde o Calcolítico (2500 a 1800 a.c.).

Situada apenas a 15 Km do centro da cidade do Fundão (17 minutos de carro), este é um local que não pode deixar de visitar se viajar até esta região.

Tudo aqui inspira. Tudo nos cativa. O som da água que brota do chafariz D. João V, a torre do Castelo de 1202 (renado de D. Sancho I), subir as escadas da lagariça, despertam-nos os sentidos. Fazem-nos sentir vivos.

Descarregar brochura Aldeias Históricas (C.M. Fundão)

Ver mapa com percurso de Fundão até Castelo Novo.

Aldeias do Xisto

Além da aldeia histórica de Castelo Novo, o concelho do Fundão tem duas localidades inseridas na rede de Aldeias do Xisto. São 27 estas aldeias, distribuídas por toda a Região Centro, que oferecem experiências únicas a quem ousa visitá-las.

Barroca

“A parte mais antiga da Barroca está implantada ao longo de um pequeno morro, ladeado por duas linhas de água profundamente cavadas, formando um conjunto perpendicular ao curso do Zêzere, com o qual confina.”

Barroca (Aldeias do Xisto), Fundão Portugal

“A Casa Grande, antigo solar do Séc. XVIII onde hoje funciona o Centro Dinamizador das Aldeias do Xisto, acolhe-nos e lança-nos à descoberta. Na Barroca continua a respirar-se um ambiente rural, pautado pelos seus ciclos agrícolas. A paisagem circundante é enquadrada pelo pinhal e pelas pirâmides das escombreiras da Lavaria do Cabeço do Pião, que já pertenceram às Minas da Panasqueira.” (in https://aldeiasdoxisto.pt/aldeia/barroca)

Janeiro de Cima

“Janeiro de Cima encontra-se na margem esquerda do Zêzere, numa zona quase plana, rodeada por uma extensa manta de terrenos agrícolas.”

Janeiro de Cima - Fundão

“No núcleo antigo da aldeia, caminha-se sem pressas pelo emaranhado de ruas sinuosas em que as casas se encostam umas às outras revelando as suas caraterísticas fachadas em xisto, ponteadas por seixos redondos e brancos. É por aqui que se escondem segredos como a Casa das Tecedeiras, que reinventam tradições e nos fazem viajar no tempo.” (in https://aldeiasdoxisto.pt/aldeia/janeiro-de-cima)

Percursos pedestres do Fundão

Passeando pela natureza é a melhor forma de ficar a conhecer o património natural do Fundão. Assim, irá fazer exercício físico enquanto descobre os grandes contrastes de uma paisagem natural de cortar a respiração.

São vários os percursos à sua escolha mas qualquer um deles, do mesmo modo, vai valer a pena. Os percursos estão marcados e sinalizados de forma a preservar a sua segurança.

Rota da Cereja (PR7)

Esta rota é criada a partir da paisagem onde predomina a cerejeira. Tem início junto à Casa da Floresta de Alcongosta (ver mapa). Segue para Este, sobe-se à esquerda, vira-se de seguida à direita e encontra-se a única oficina de esparto da Serra, cesteiros e respetivo “refogadouro” onde se preparam as varas de castanheiro fazer os cestos.

Rota da Cereja, Fundão

Desce-se até à Ribeira do Alcambar, por entre os cerejais, seguindo o percurso junto à ribeira, passando pela Quinta de São Gonçalo, Souto do Mouro e sobe o vale até intersetar com outro percurso – a Rota da Pedra d’Hera. (…) Finalmente, chega-se à aldeia e novamente à Casa do Guarda. São 9,9 Km d distância que demoram cerca de 3h e 30 minutos.

Para ver a descrição completa pode, desde já, descarregar a brochura do percurso aqui.

Rota dos Castanheiros (PR9)

Esta rota apresenta particularmente um conjunto de paisagens com uma caraterística em comum: o castanheiro. Foi naturalmente a árvore “pão” da região. Durante séculos enraizou-se na encosta Norte da Serra formando um dos primeiros soutos nacionais.

Rota dos Castanheiros, Fundão - Percursos na natureza

O percurso é circular, com dois possíveis pontos de partida: Donas ou Alcongosta. Saindo de Donas vai subir até à aldeia de Alcongosta, passar pelos cerejais, atravessar um bosque de castanheiros, atravessar levadas e moinhos e irá retornar à aldeia de Donas. Ao terminar este percurso irá percorrer 13 Km demorando cerca de 4 horas. Poderá descarregar a brochura do percurso aqui.

Outros percursos

Existem outros trilhos marcados com paisagens igualmente belas.

  • Aldeias históricas (GR 22) – 87 Km (indicado para cicloturismo)
  • Caminho do Xisto da Barroca (PR1) – 9,5 Km
  • Rota da Pedra d’Hera (PR3) – 6,7 Km, aproximadamente 1h e 50m
  • Rota da Marateca (PR4) – 14 Km, aprox. 3h e 30 min.
  • Rota da Portela da Gardunha (PR6) – Partida e chegado no Alcaide, 12,8 Km, 3h e 40 minutos
  • Rota do Carvalhal (PR8) – Partida do Largo da Junta de Freguesia de Souto da Casa, 12,9 Km em 4h e 30 minutos

Conselhos e regras gerais para qualquer um dos trilhos

Nunca será demais recordar algumas regras básicas que poderão evitar ou ajudar a resolver qualquer problema que possa surgir:

  • Tenha em consideração as previsões metereológicas, cancele se o estado do tempo não for favorável;
  • Utilize roupa leve e calçado simples e confortável;
  • Igira pequenos snacks e mantenha-se hidratado ao longo do percurso;
  • Não use perfume ou colónia; evite o ataque de insetos e aprecie melhor o aroma da natureza;
  • Certifique-se que tem a bateria do telefone carregada e, se tiver, leve binóculos e máquina fotográfica;
  • Respeite sempre a sinalização;
  • Não assuste os animais nem deixe vestígios da sua passagem;
  • Circule apenas nos trilhos abertos.

Mas, acima de tudo, divirta-se!

voltar ao índice

Gastronomia regional e onde degustá-la

A gastronomia é outro dos motivos de atração desta cidade. A Câmara Municipa do Fundão, ciente da importância dos sabores da região, realiza ao longo do ano um ciclo de festivais gastronómicos onde desafia os restaurantes e pastelarias locais a apresentarem as suas melhores iguarias. Ou seja, são desafiados a criar e a reinventar receitas tendo como base ingredientes locais e genuínos que dão à gastronomia da Beira Baixa um sabor muito especial. O mote deste ciclo de festivais é «Fundão, aqui come-se bem».

  • Sabores da Páscoa (na semana da Páscoa)
  • Sabores da Cereja (durante o mês de junho)
  • Sabores de Outono (dois últimos fins-de-semana de outubro e dois primeiros fins-de-semana de novembro)
  • Festival da Tibórnia (mês de dezembro)

 

Onde comer no Fundão

Apresentamos uma seleção de alguns restaurantes onde poderá saborear o que de melhor esta região tem para oferecer.

Restaurante As Tílias no Fundão

Restaurante As Tílias

Nota-se uma preocupação em incorporar produtos locais nos pratos apresentados, como por exemplo nos Lombinhos com cerejas e castanhas. O atendimento é, de acordo com os muitos comentários consultados, muito afável e simpatio.

Localização: Rua dos Restauradores, R/C Loja B

Telefone: +351 275 772 269

Restaurante O Boguinhas

Restaurante O Boguinhas

A princípio deparamo-nos com um restaurante simples mas logo nos apercebemos que sabem o que estão a fazer. O Cabrito grelhado com arroz de miúdos (para quem gosta) ou a espetada mista (carne de vitela, camarão e ananás) são exemplos de pratos muito bem confecionados, segundo todas as regras do bom gosto. O Bolo de bolacha é referido vezes sem conta nos comentários do TripAdvisor e, por esse motivo, penso que é de arriscar.

 

 

Localização: Rua Urbanização do Sítio do Vale

Telefone: +351 275 751 794

Encerramento semanal: À terça-feira

Restaurante O Telhas na cidade do Fundão Portugal

Restaurante O Telhas

Staff sempre muito atencioso, eficiente e sempre com um sorriso, a priori, para nos oferecer. Para marcar a diferença, por exemplo, os pratos são servidos em «telhas». Ainda por cima a posta mirandesa é ótima. No entanto, talvez o único senão é a reduzida dimensão do espaço, mas não podemos ter tudo.

 

 

Localização: Rua Zeca Afonso

Telefone: +351 275 030 852

Onde ficar alojado

Logo após a sua visita tem direito a um merecido descanso. Ainda por cima, aqui no Fundão pode encontrar hotéis que proporcionam, só por si, uma agradável experiência de viagem.

Alambique de Ouro Hotel no Fundão - vista aérea

Hotel Alambique de Ouro

Localizado numa extensa propriedade fora do centro da cidade, o Alambique de Ouro consegue, dessa forma, uma tranquilidade paradisíaca. Poderá, por exemplo, relaxar em qualquer uma das duas magníficas piscinas exteriores ou usufruir da banheira de hidromassagem, sauna ou banho turco.

Ainda por cima, além de estar perto do Fundão, o Alambique de Ouro fica situado a 30 minutos de carro da Serra da Estrela e a 10 minutos da aldeia histórica da Serra da Gardunha.

Localização: Estrada Nacional 18 – Sítio da Grmenesa, 6230-463 Fundão, Portugal (ver mapa)

Convento do Seixo Boutique Hotel no Fundão - Vista exterior do edifício

Convento do Seixo Boutique Hotel & Spa

Vai sentir-se uma pessoa muito especial aqui, no Convento do Seixo, onde o staff o vai tratar naturalmente como se fosse uma celebridade.

Não se deixe enganar pela sobriedade do aspeto exterior do edifício que, embora belo, mantém os traços simples de um convento. Afinal, lá dentro os quartos são assim:

Exemplo do interior de um quarto no Hotel Convento do Seixo

Localização: Quinta do Convento, 6230-045 Fundão Portugal (ver mapa)

Hotel Principe da Beira no Fundão - Exterior

Situado na encosta da Serra da Gardunha, é um espaço naturalmente acolhedor, onde se está bem no frio do Inverno ou no calor do Verão.

O restaurante do Príncipe da Beira, A Cereja, serve especialidades regionais, mas também poderá, igualmente, experimentar o Café A Terra onde poderá saborear snacks e bebidas.

Localização: EN 18, Km 65.5, Sítio da Maria Negra – Donas, 6230-172 Fundão Portugal (ver mapa)

Contactos úteis para o visitante

O número de emergência para todo o território português é o 112 mas existem outros contactos, igualmente importantes, de instituições da região que poderão ser muito úteis durante a sua visita.

  • Estação de Correios:  Os correios do Fundão situam-se Avenida da Liberdade (ver no mapa) e o telefone é 275 750 510.
  • Farmácia: Farmácia Avenida, Avenida da Liberdade, nº 64 (ver no mapa), telefone 275 752 209.
  • Hospital: Hospital do Fundão, situado na Rua Doutor Adolfo Portela (ver mapa), Telefone 275 750 540
  • Posto de Turismo: Localizado na Praça do Município, nº 8 (ver mapa), telefone 275 779 040, aberto das 9:00 às 18:00h.
  • Bombeiros: Rua Cidade da Covilhã (ver mapa), telefone 275 772 770.
  • GNR (Guarda Nacional Republicana): Rua Cidade da Covilhã (EN 18) (ver no mapa), telefone 275 772 652.

Clima e previsão metereológica

O clima caraterístico da região centro, particularmente do município do Fundão, é o verão curto, seco e morno, com o céu quase sempre sem nuvens e o inverno fresco, com chuva e de céu parcialmente encoberto. As temperaturas médias históricas, ao longo do ano, variam entre os 2ºC e 31ºC. Os meses onde existe uma grande probabilidade de chuva são: janeiro, abril, outubro, novembro e dezembro.

Para os próximos três dias a previsão metereológica para a cidade do Fundão é a seguinte:

Bibliografia e outras referências

Se gostou deste guia, também vai gostar das nossas recomendações para visitar Barcelos, no Minho ou se quiser “saltar” para trás-os-montes recomendamos vivamente a cidade de Chaves.